João Manuel Vieira Pinto, mais conhecido como João Pinto, nascido em 19 de agosto de 1971 no Porto, é um jogador de futebol português. Ele fez um nome para sua carreira no Campeonato de Portugal e sua participação na Geração Dourada de futebolistas portugueses.

Ele começa o futebol no clube amador do Bairro do Falcão e depois vai para Águias da Areosa. Em 1989, Boavista fez com que ele assinasse seu primeiro contrato profissional. Ele é adquirido contra balões e equipamentos, doado ao seu antigo clube.

Ainda jovem, a JVP impressiona com controle de velocidade e bola. Ele será um dos principais jogadores nas vitórias portuguesas na Copa do Mundo U-20 em 1989 e 1991. Ele é transferido para o Atlético de Madrid para a temporada 1990-1991, mas essa experiência acaba com um fracasso (ele vai jogar quase que na equipe de reserva) e ele retornará ao clube Boavista na temporada seguinte sob as ordens de Raul Aguas.

No Benfica

Após o seu desempenho internacional em 1991, a JVP goza de um bom litoral em Portugal e é transferida no verão de 1992 para o Benfica de Lisboa. Em seguida, comece para ele seus anos emblemáticos, onde ele será considerado o melhor jogador do campeonato.

Apesar de um início difícil, devido a um pneumotórax contratado durante a partida contra a Escócia para a fase de qualificação da Copa do Mundo de 1994, a JVP afirma-se como “9 e meio” sem paralelo, especialmente durante a temporada de 1993 -1994, onde entregou um dos seus melhores jogos com um hat-trick no Sporting Clube de Portugal de Lisboa (Benfica 3-6 no Estádio José Alvalade). SL Benfica vencerá o campeonato e a Copa de Portugal durante esta temporada de 1993/94.

Apelidado de Menino de Ouro (“Gold Kid”), ele recupera, a partir de 1995, a braçadeira do capitão do incarnado deixada livre pelo Antonio Veloso, neo-aposentado. Sua performance nas próximas estações será manchada pela falta de jogadores talentosos ao seu lado e ele suportará o pesado fardo da falta de vitórias do Benfica contra a hegemonia do FC Porto … No entanto, a JVP continua a se distinguir em lados de Manuel Rui Costa e Luís Figo em particular. Em 2000 e apesar de um contrato assinado para a vida com o Benfica de Lisboa, quando Manuel Damasio foi presidente, um conflito entrará em erupção entre JVP, Jupp Heynckes e o presidente do Benfica João Vale e Azevedo. João Vieira Pinto cancelará seu contrato e deixará o clube de sua vida em 2000, um clube que ainda lhe devia alguns milhares de euros em 2007 … No Euro 2000, João Pinto era o único jogador sem clube, mas ele participou de Fabulous course of the selection, onde marcou um gol contra a Inglaterra e passou perto do gol de ouro contra a França na semifinal que Portugal perdeu 2-1, apesar do resultado de abertura de Nuno Gomes.

No Sporting CP

Enquanto ele tem várias ofertas do exterior (Espanha, Inglaterra e França em particular), ele assinará em julho de 200O contra todas as probabilidades no Sporting CP.

Após uma primeira temporada calamitosa, ele encontrou sua posição de “9 e meio” por trás do recém-chegado Mário Jardel. O Sporting vencerá o campeonato e a Copa de Portugal. JVP estará ausente apenas uma reunião (9 gols), ele será eleito melhor jogador português antes da Copa do Mundo de 2002 (Jardel o chamará de pai da equipe).

De volta a casa: Boavista FC

Em 2004, João Vieira Pinto encerra amigavelmente seu contrato com o Sporting CP e está perto de assinar o clube saudita Al-Hilal FC. Finalmente, é para a Boavista graças a João Loureiro que ele evoluirá nas próximas duas estações.

João Pinto, além de fazer os títulos da imprensa esportiva com ótimas performances nos axadrezados, fez as manchetes da imprensa popular por causa de seu relacionamento com Marisa Cruz (atriz e supermodelo portugues, musa de Fátima Lopes). Em 2003, a JVP divorciou-se de Carla Pinto, que lhe deu dois filhos (Diana, 17) e (Tiago 19, jogador do Sporting CP emprestado em 2007/2008 para Olivais e Moscavides). Em 10 de setembro de 2005, João Pinto terá um terceiro filho dado por Marisa Cruz, ele nomeará João e terá Fátima Lopes como madrinha. Depois de marcar 9 gols para a Boavista e ser nomeado homem do jogo várias vezes, ele vai deixar o clube de Bessa por causa de Jaime Pacheco, treinador defensivo demais, para se inscrever para o Sporting Braga.

Em 23 de fevereiro de 2008, João Vieira Pinto anunciou à imprensa lusitana o encerramento do contrato com o Sporting Braga depois de passar uma semana em Miami, onde o Toronto FC estava em liberdade condicional. Um passo atrás dos bastidores poderia ser adicionado à sua carreira já longa e bem sucedida, no entanto, nada é assinado com o Toronto FC e os clubes saudita e Qatari também gostaria de assinar um contrato de ouro no “Golden Kid”.